9/03/2015

Para quem está cansado e cheio da vida

Nem sempre a vida nos sorri
Nem sempre a vida nos sorri, mas temos que sorrir para ela. Para quem está cansado e cheio da vida sempre há uma esperança, o recomeço, um novo caminho. As dificuldades são apenas oportunidades para recomeçar de novo com mais inteligência, fé e vontade.

A própria vida nos ensina oferecendo as dificuldades, pois são elas as indicadoras de que é preciso mudar, sobreviver.

Nem sempre a vida nos sorri

Muitas vezes encontramos tantas dificuldades pelo caminho que fica muito difícil seguir adiante.

Nestes momentos é preciso tomar uma decisão para que tudo não se perca. A decisão mais correta e tomar um novo caminho, um recomeço.

O caminho está a tua espera, pé na estrada, coloque um sonho na alma, fé no coração e esperança na mochila, a vida se enche de novidades para os que se aventuram na viagem que conduz a verdadeira liberdade.

O mundo está cheio de novas oportunidades, aproveite-as. Quando tudo parece ruir podemos abrir novas portas, conhecer novos lugares, novas pessoas, ter outros sonhos.

Renovar o nosso compromisso com a vida e assim, renascer para a vida e alcançar a tão sonhada felicidade.

Se eu me cansar da vida

Senhor, Se um dia eu estiver "cheio da vida", com vontade de sumir, de morrer, insatisfeito comigo e com o mundo em torno de mim;

Pergunta-me, se eu quero trocar a luz pelas trevas;
Pergunta-me, se eu quero trocar a mesa posta, pelos restos a que tantos vêm buscar no lixo;

Pergunta-me, se eu quero trocar meus pés por uma cadeira de rodas;
Pergunta-me, se eu quero trocar minha voz, pelos gestos;

Pergunta-me se eu quero trocar o mundo dos sons pelo silêncio dos que nada ouvem;

Pergunta-me, se eu quero trocar o jornal que leio e depois jogo no lixo, pela miséria dos que vão buscá-lo para fazer dele seu cobertor;

Pergunta-me, se eu quero trocar minha saúde, pelas enfermidades de tanta gente;

Pergunta-me, até quando não reconhecerei as tuas bênçãos, a fim de fazer de minha vida um hino de louvor e gratidão e dizer, todos os dias, do fundo do meu coração: Obrigado senhor por mais um dia!

O verdadeiro socorro vem do Senhor.
Ó Senhor, eu grito pedindo a tua ajuda. Ó Deus, tu és o meu protetor, és tudo o que desejo nesta vida.

Escuta o meu grito pedindo socorro, pois estou caindo no desespero. Salva-me dos meus inimigos, pois eles são fortes demais para mim.

Livra-me do sofrimento e eu te louvarei na reunião do teu povo porque tu tens sido bom para mim. (Salmos 142-5,6,7)

Quando se cansar da vida recomeça

Recomeça com Jesus, sem angústia e sem pressa, os passos que deres, nesse caminho duro do futuro, dá-os em liberdade, enquanto não alcances não descanses.

Seguir a Jesus é poder sentir o amor nas veias que pulsam, sempre chamando e dizendo: Viva!

É viver a vida que Deus projetou para você. Aproveite este momento e relembre quantos sonhos desfeitos! Quantas lágrimas derramadas no caminho!

Quantas vezes você precisou caminhar sozinho... Seguir a Jesus não é viver sem problemas... mas é ter paz em meio a essas aflições da vida.
Seguir a Jesus... é ter LUZ !


Abraços e muita paz!

8/26/2015

A compulsão de controlar a vida alheia


Controlar a vida alheia
A compulsão de controlar a vida alheia é o principal interesse de grande parte dos seres humanos, muitos adoram falar da vida alheia. Viver em função da vida alheia é abdicar da própria vida. Aquele que gasta o tempo cuidando da vida alheia, automaticamente vive por menos tempo a sua própria vida.

O filme da vida alheia pode ser mais doce e atraente somente quando a vida de alguém se tornar amarga. (Helgir Girodo)

Controlar a vida alheia

A compulsão de querer controlar a vida alheia é fruto do nosso orgulho. O ser amadurecido não controla, mas sim coopera com o amor e com a liberdade das leis naturais.

Para ser bom mestre não é preciso fazer seguidores ou discípulos, nem mesmo possuir cortejos ou comitivas, mas simplesmente fazer com que cada ser descubra em si mesmo o seu próprio guia.

Não devemos ditar nossas regras aos indivíduos, mas fazer com que eles tomem consciência de seus valores internos (senso, emoções e sentimentos) e passem a usá-los sempre que necessário. Essa a função dos que querem ajudar o progresso espiritual dos outros.

Os indivíduos portadores de uma personalidade orgulhosa se apoiam em um princípio de total submissão às regras e costumes sociais, bem como o defendem energicamente.

Utilizam-se de um impetuoso interesse por tudo aquilo que se convencionou chamar de certo ou errado, porque isso lhes proporciona uma fictícia “cartilha do bem”, em que, ao manuseá-la, possam encontrar os instrumentos para manipular e dominar e, assim, se sintam ocupando uma posição de inquestionável autoridade.

Quase sempre se autodenominam “bem intencionados” e sustentam uma aura de pessoas delicadas, evoluídas e desprendidas, distraindo os indivíduos para que não percebam as expressões sintomáticas que denunciariam suas posturas de severos críticos, policiais e disciplinadores de consciências.

Querer controlar a vida alheia

A compulsão de querer controlar a vida alheia é fruto do nosso orgulho.

O ser amadurecido tem a habilidade perceptiva de diagnosticar os processos pelos quais a evolução age em nós; portanto, não controla, mas sim coopera com o amor e com a liberdade das leis naturais.

Muitos de nós convivemos com criaturas que tentam cuidar do nosso desenvolvimento espiritual, impondo controle excessivo e disciplina perfeccionista, não respeitando, porém, os limites de nossa compreensão e percepção da vida.

São “censuradores morais”, incapazes de compreender as dificuldades alheias, pois não entendem que cada alma apenas pode amadurecer de acordo com seu potencial interno.

Julgando a vida alheia

Não julguemos, com nossos conceitos apressados, as pessoas e os acontecimentos à nossa volta; antes, aguardemos com calma e façamos uma análise mais profunda de cada situação. Assim agindo, poderemos avaliar melhor todo o contexto vivencial.

Nosso orgulho quer transformar-nos em super-homens, fazendo-nos sentir heroicamente estressados, induzindo-nos a ser cuidadores e juízes dos métodos de evolução da vida excelsa e, com arrogância, nomear os outros como desprezíveis, ociosos, improdutivos e inúteis. Poderemos “agir no processo” de formação e progresso das criaturas, nunca “forçar o processo” ou criticar seu andamento.

Comportamentos como a crítica moralista, o desejo de reformar os outros e o controle do que se deve ou não fazer, revelam os traços de caráter dos indivíduos orgulhosos e ainda distanciados da autêntica cooperação no processo de evolução, que não os deixam perceber o que ocorre na intimidade das criaturas.

Nada é inútil no universo. A divindade age sem cessar em solicitude e consideração a cada uma de suas criaturas e criações.

O progresso da humanidade é inevitável. Todos nós estamos progredindo e crescendo, ainda que, algumas vezes, não nos apercebamos disso. (Hammed)

Abraços e muita paz!

8/17/2015

Ex-Prefeita Gleide Santos Perde mais uma No TJ-MA

Na  manhã desta segunda feira o Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão negou mais uma vez um pedido de liminar solicitado pela ex-prefeita de Açailândia, Gleide Lima Santos, na tentativa de suspender a cessão da Câmara municipal de vereadores qu7e Cassou seu mandato por unanimidade.
Desta vez o eminente Desembargador Lourival Cerejo, negou o pedido de liminar de suspenção da sessão que cassou o mandato de Gleide por perda do objeto, ou seja, sendo impossível voltar no tempo e suspender uma cessão da Câmara que foi realizada legitimamente, restando a gestora ingressar com nova ação na comarca local, a fim de solicitar a anulação com alegação de novo objeto ou seja nova alegação de suposto direito seu violado.
.
Leia na integra o Julgado:
.
MANDADO DE SEGURANÇA N°. 0005279-89.2015.8.10.0000 (30428/2015) - SÃO LUÍS
IMPETRANTE: GLEIDE LIMA SANTOS
ADVOGADO: SEBASTIÃO DA COSTA SAMPAIO NETO
IMPETRADO: DESEMBARGADOR RAIMUNDO JOSÉ BARROS DE SOUSA
RELATOR: DESEMBARGADOR LOURIVAL SEREJO
EMENTA
PROCESSUAL CIVIL. MANDADO DE SEGURANÇA CONTRA DECISÃO JUDICIAL. EXTINÇÃO POR DESISTÊNCIA DO WRIT QUE ACOLHE O SUPOSTO ATO TERATOLÓGICO. OCORRÊNCIA DA SESSÃO DE JULGAMENTO POLÍTICO-ADMINISTRATIVA NA CÃMARA DOS VEREADORES POR DECISÃO DIVERSA. PERDA SUPERVENIENTE DO OBJETO.
1. Não subsistindo o ato tido por ilegal e abusivo, conclui-se que a hipótese é de prejudicialidade do mandamus, em face da perda superveniente de seu objeto.
2. Esvaziada a eficácia da decisão impugnada, ou por desistência da ação principal, ou por decisão diversa e impossibilidade de suspender sessão já realizada, não subsiste interesse/utilidade de reforma ou nulidade do ato impugnado.
3. Mandado de Segurança prejudicado.
VISTOS ETC.
Trata-se de mandado de segurança impetrado por Gleide Lima Santos contra ato judicial supostamente ilegal prolatado pelo des. Raimundo José Barros de Sousa, relativo ao deferimento de liminar no Agravo Regimental nº. 27.563/2015, reconsiderando a negativa de concessão de liminar no Mandado de Segurança nº. 25871/2015.
Fazendo um histórico da situação fática e processualtrata-se de mandado de segurança que visa reformar decisão liminar em agravo regimental (fls. 371-376), que reconsiderou primeira manifestação de indeferimento do writ dada em plantão judicial (fls. 356-358), para que se efetivassem os trabalhos da comissão processante da Câmara Municipal de Açailândia, criada pela resolução nº. 001/2015 e substituída pela Resolução nº. 002/2015.
A impetrante expõe que ajuizou ação cautelar preparatória na 1ª Vara da Comarca de Açailândia com o fito de suspender os trabalhos da comissão processante instituída pela Câmara Municipal. A liminar foi deferida e suspensa a sessão de julgamento marcada para o dia 3.6.2015 (fls. 221-227). Contra essa decisão a Câmara Municipal de Açailândia impetrou o Mandado de Segurança nº. 25871/2015, este sendo indeferido de plano em plantão judicial, mas reconsiderada a decisão denegatória pelo Agravo Regimental nº. 27563/2015. Desta decisão do desembargador Raimundo José Barros de Sousa é que a impetrante sustenta ter ocorrido ilegalidade e teratologia no decisum, atuando a via mandamental como verdadeiro substituto recursal.
A ação mandamental foi ajuizada no plantão judicial em que atuou o desembargador Jamil Gedeon, sendo deferida a liminar de suspensão da decisão do desembargador impetrado, Raimundo Barros, retomando-se, novamente, a eficácia da decisão de primeiro grau que suspendia os trabalhos da comissão processante (fls. 378-382).
Distribuída sob esta relatoria, determinou-se o cumprimento das notificações e intimações necessárias para o trâmite do feito (fl. 395).
O impetrado ratifica sua decisão liminar e sustenta a regularidade da comissão processante para a apuração de infrações político-administrativas. Sustenta que sua decisão foi tomada em sede de agravo regimental, cabível à espécie. Destaca, ainda, ser incabível mandado de segurança contra ato judicial passível de recurso (fls. 407-408).
A impetrante atravessa petição informando que a decisão primeva de suspender os trabalhos da comissão processante, prolatada pelo juízo de primeiro grau, sofreu recurso de agravo de instrumento de nº. 32911/2015, que foi julgado improvido pelo ora relator deste mandamus.Contudo, a Câmara Municipal ingressou com a Suspeição de Liminar nº. 33.464/2015, sendo deferida pela Presidente desta egrégia Corte, que retomou o andamento da sessão de julgamento pela comissão processante da Câmara Municipal. Protesta para que seja cumprida a decisão tomada neste mandado de segurança e no agravo de instrumento, suspendendo os trabalhos da comissão processante (fls. 411-418).
A Câmara de Vereadores do município de Açailândia junta petição atestando a homologação de desistência do Mandado de Segurança nº. 25871/2015, sustentando a perda de objeto de todos os recursos interpostos naquela ação, inclusive o Agravo Regimental nº. 27563/2015, no qual o ato impugnado nesta ação mandamental foi prolatado. Por consequência, requer a cassação da liminar deferida em plantão judicial por perda superveniente do objeto deste mandado de segurança (fls. 428-430).
É o relatório. Passo a decidir.
O mandado de segurança em análise foi impetrado contra decisão proferida pelo des. Raimundo Barros nos autos do Agravo Regimental nº. 27563/2015, oriundo de decisão monocrática no Mandado de Segurança nº. 25871/2015. O ato impugnado deferiu liminar em favor da comissão processante da Câmara Municipal, retirando os efeitos suspensivos dados pelo juízo de primeiro grau em ação cautelar.
Ocorre que, conforme mencionado nas informações prestadas pela Câmara Municipal e verificado no sítio eletrônico deste eg. Tribunal de Justiça, o Mandado de Segurança que gerou o referido Agravo Regimental foi extinto por desistência dos impetrantes (fl. 431).
Homologada a desistência, extingue-se a ação mandamental sem julgamento de mérito e as decisões que nela foram determinadas perdem a eficácia mandamental.
Ademais, a decisão do juiz de primeiro grau foi suspensa por decisão diversa do ato tido por ilegal. A manutenção dos trabalhos da comissão processante da Câmara Municipal foi prolatada pela presidente deste Tribunal de Justiça, Desª. Cleonice Freire, em Suspensão de Liminar nº. 33.464/2015, nos termos dos art. 504 c/c art. 506 do RITJ/MA (fls. 412-417), contrariando a pretensão material dos impetrantes e os possíveis efeitos deste mandamus.
Dessa forma, extinta a ação mandamental, na qual o ato impugnado fora combatido por este mandando de segurança, e ocorrendo decisão da Presidência desta Corte sobre a manutenção dos atos da comissão processante da Câmara Municipal, a nulidade ou reforma da decisão do Des. Raimundo Barros não terá qualquer efeito prático sobre a pretensão de suspensão dos trabalhos, pretensão que compõe o interesse de agir nesta demanda.
Destaca-se, que o pedido no writ é de nulidade da decisão do des. Raimundo Barros e suspensão da sessão extraordinária marcada para o dia 28.6.2015, ou outra que vise o julgamento do processo político-administrativo (fl. 31). Contudo, após a desistência da ação, a decisão não mais subsiste. Por outro ponto, a sessão de julgamento do processo político-administrativo já ocorreu[1], mantidos os atos da comissão processante por decisão da Presidência deste Tribunal, decisão diversa do objeto deste mandado de segurança.     
Ante tais circunstâncias, não subsistindo o ato tido por ilegal e abusivo, ou perdendo sua eficácia perante a suspensão de liminar prolatada pela Presidência desta egrégia Corte, conclui-se que a hipótese é de prejudicialidade domandamus em face da perda superveniente de seu objeto.
Acerca do tema, exponho precedentes:                              
CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. MANDADO DE SEGURANÇA. PERDA DE OBJETO. 1. Promovido o Mandado de Segurança com o exclusivo escopo de ter anulada decisão liminar já substituída por julgado colegiado de mérito, fica prejudicada a demanda, pela perda superveniente do respectivo objeto. 2. Segurança denegada, a teor do art. 6º, § 5º, da Lei nº 12.016/2009, c/c o art. 267, IV e VI, da Lei Adjetiva Civil. (TJMA, Órgão Especial, MS nº. 59730/2014, rel. Desº. José Joaquim Figueiredo dos Anjos, j. 15.6.2015)
MANDADO DE SEGURANÇA. SUPERVENIENTE DESAPARECIMENTO DA SITUAÇÃO LITIGIOSA. PERDA DO OBJETO. AUSÊNCIA DE INTERESSE PROCESSUAL DO IMPETRANTE. PREJUDICIALIDADE. EXTINÇÃO DO PROCESSO.   1. Segundo consolidado entendimento jurisprudencial, o superveniente desaparecimento da situação litigiosa posta no mandado de segurança importa ausência de interesse de agir do impetrante por perda do objeto evidenciada pela desnecessidade e inutilidade do provimento judicial requerido, impondo a extinção do processo sem julgamento de mérito, nos termos do disposto no artigo 6o, § 5o, da Lei n° 12.016/2009, c/c o artigo 267, VI do Código de Processo Civil. 2. Processo extinto sem julgamento de mérito. Ordem denegada. (TJMA, Órgão especial, MS nº. 45365/2013, rel. Des. Jamil de Miranda Gedeon Neto, j. 10.3.2014)
CONSTITUCIONAL. ADMINISTRATIVO E PROCESSUAL CIVIL. MANDADO DE SEGURANÇA. CONCURSO PÚBLICO PARA OUTORGA DE DELEGAÇÃO DE SERVIÇOS NATARIAIS E REGISTRAIS DO ESTADO DO MARANHÃO. ESCOLHA DE SERVENTIAS. PEDIDO DE SUSPENSÃO DA AUDIÊDNCIA. AUDIÊNCIA REALIZADA POR DETERMINAÇÃO DO CNJ.  PERDA DO OBJETO. PREJUDICIALIDADE. 1. Opera-se a prejudicialidade do mandado de segurança, por superveniente perda do objeto quando circunstâncias ou fatos modificativos ou extintivos do direito nele debatido, verificados dentro ou fora dos autos durante a tramitação do processo, põem fim à situação litigiosa nele debatida, cessando, assim, o interesse legitimador da pretensão do autor. 2. Processo que se extingue sem julgamento de mérito. (TJMA, Órgão especial, MS nº. 25184/2013, rel. Des. Jamil de Miranda Gedeon Neto, j. 2.4.2014)
Ante o exposto, entendendo pela prejudicialidade do mandamus, DENEGO a segurança, na forma do art. 6º, § 5º, da Lei nº. 12.016/2009[2], c/c o art. 267, VI, do Código de Processo Civil[3].

Desembargador Lourival Serejo
Relator

8/10/2015

A vida e os sonhos que se tornaram reais

A vida e os sonhos impossíveis
A vida e os sonhos ditos impossíveis que se tornaram reais graças à vontade de vencer. Acredite sempre em seus sonhos, eles podem se tornar reais e vivos, nunca desista antes de tentar. Muitas coisas aconteceram e se tornaram realidade porque alguém resolveu vencer o que era tido como impossível até então.

São muitos os exemplos de sonhos taxados de impossíveis e malucos que acabaram virando realidade.

“É justamente a passibilidade de realizar um sonho que torna a vida interessante.”

Os sonhos sempre esperam pela ação

Os sonhos sempre esperam pela ação, é ela que pode torná-los concretos e reais. A nossa visão de vida é que determinará o sucesso ou o fracasso de um sonho ou objetivo. Faça parte dos que acreditam, se esforçam e agem, mesmo diante do impossível.

Determinação, coragem e autoconfiança são fatores decisivos para o sucesso. Se estamos possuídos por uma inabalável determinação conseguiremos superá-los.

Independentemente das circunstâncias, devemos ser sempre humildes, recatados e despidos de orgulho. "Fracassar não é cair; é recusar-se a levantar". 


Sonhos impossíveis que viraram realidade

Vejam as grandes realizações do nosso século, aconteceram quando alguém resolveu vencer o impossível...

Nas navegações encontramos um Colombo determinado a seguir viagens pelo mar, mesmo estando cansado de ouvir que o mar acabava e estava cheio de monstros terríveis.

Santos Dumont foi taxado de louco tantas vezes que nem ligava mais para os comentários até fazer subir o seu 14 bis...

Einstein foi ridicularizado na Alemanha...

Ford foi ignorado por banqueiros e poderosos que não acreditavam em carros em série...

Essa ideia de alcançar a lua é impossível (citado por um cientista em 1926)...

Qualquer pessoa que viajar a uma velocidade de 45 km/h irá se sufocar. 

Não existe nenhuma combinação possível que possa formar uma máquina com a qual os homens possam voar (1901 poucos anos antes do primeiro avião decolar)...

Acredite, os sonhos podem se tornar realidade. (Autor desconhecido)

Sonhos e objetivos de vida

Sempre é hora de acreditar em nossos sonhos e começar nossa caminhada, pois quando atingirmos nossos objetivos nada mais será impossível!

Sem sonhos, a vida não tem brilho. Sem metas, os sonhos não têm alicerces. Sem prioridades, os sonhos não se tornam reais. Sonhe, trace metas, estabeleça prioridades e corra riscos para executar seus sonhos. Melhor é errar por tentar do que errar por se omitir. 

Em relação aos seus sonhos e objetivos de vida faça sempre o melhor! Livre-se da atitude limitante e do impossível. Você pode  lidar com qualquer desafio que se apresente. Nunca seja pessimista e aprenda a desfrutar das ações que levam ao sucesso.


Abraços e muita paz!

8/07/2015

A vida real num dia que deu tudo errado.....

Na vida real, nem sempre o mar está para peixe, tem dia que tudo dá errado, é o dia do desastre total, o dia da tempestade perfeita. Neste momento precisamos do apoio dos sentimentos positivos, eliminando todo sentimento negativo, pois este último só iria piorar a situação.

Nesta longa estrada da vida deveremos buscar a evolução espiritual de diversas maneiras. Uma delas é eliminando sentimentos negativos que não contribuem em nada para o nosso dia-a-dia e que, pelo contrário, só atrasam nossa vida.

Eliminando os sentimentos negativos você estará tirando um grande peso de suas costas. Vá em frente, acredite em você e em seu talento para viver a vida em harmonia e paz.

Na vida é muito melhor ser otimista do que ser pessimista, pois mesmo que tudo dê errado o otimista sempre sofre menos.

Perguntaram me o porquê, de mesmo quando tudo parece dar errado, eu continuar a sorrir e não desistir da vida. Respondi que, simplesmente me recuso a ser infeliz. (Ana Carolina) 

A vida e o dia do desastre

É assustador como tudo pode dar errado tão rápido. Ás vezes, precisamos de uma grande perda, para nos lembrarmos do que realmente importa.

Ás vezes, ficamos mais fortes. Mais sábios, e melhor equipados para o próximo desastre. Só que, às vezes, nem sempre. (Meredith Grey)
  
Às vezes me parece tudo dar errado, até mesmo o calor da tarde me incomoda, e então surge inusitada uma noticia que muda tudo, tornando o prolixo majestoso, provando-me que isso tudo jamais teria acontecido se as coisas tivessem dado tudo certo no passado. Ali, sentado diante do destino, o observava tecendo a vida. (Wilton Lazarotto)

Dia que deu tudo errado

Toda vez que, como mãe, eu preciso de ajuda, me lembro de minha própria mãe e de minha avó, mulheres que plantaram sementes de sabedoria na minha alma.

Num dia daqueles, cheguei em casa e encontrei um insolente segundo aviso de uma conta de gás que não fora paga e meus três filhos quase a nocaute.

Tommy, de onze anos, reclamava de um corte de cabelo malfeito. Teve de aguentar os meninos o chamando de "carequinha", ele me contou, escondendo a cabeça com as duas mãos.

Lisa estava desolada: apesar de ter estudado tanto para o teste final da Segunda série, errara duas palavras.

Jenni, no primeiro ano, fora traída por sua risada nervosa na hora da leitura e tropeçara numa frase.

Olhei aquelas três carinhas desconsoladas com a maior ternura e a imagem de minha avó apareceu sorrindo em minha cabeça:
- Muito bem, queridos, sabem que dia é hoje?
É 'um dia em que deu tudo errado'.
Vamos festejar!

Sentimentos positivos 

Eles me olharam, surpresos e curiosos. Continuei:
- Minha avó sempre dizia que aprendemos mais com nossos erros do que com nossos sucessos.

Ela falava que quanto mais uma pedra se desgasta pela ação do tempo, mais longe ela vai ricochetear. Vamos ao McDonald’s para nossa primeira ‘festa do dia em que deu tudo errado’.

Essa foi a primeira de muitas outras festas por coisas que deixaram de dar certo. Procurávamos o que podíamos comemorar em meio a tragédias, em vez de nos angustiarmos pelo que tínhamos sofrido.

Espero ter plantado nas almas de meus filhos as sementes reunidas pela sabedoria das mulheres que me antecederam. E que essas sementes se espalhem nos seus próprios jardins um dia.
A vida otimista atrai o positivo

Quando tudo nos parece dar errado acontecem coisas boas, que não teriam acontecido se tudo tivesse dado certo. 


 Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir. 

Abraços e muita paz!

8/04/2015

Recomeçar é renascer para uma nova vida


O ato de recomeçar é renascer para uma nova vida. A vida é uma sucessão infinita de recomeços e com eles estamos constantemente renascendo para a vida. Um dos pontos mais altos da vida é quando se descobre a força que há no recomeço. 

Recomeçar é editar um novo caminho para felicidade, é renovar força de reação, é ditar novas regras de vida.

Bendito quem inventou o belo truque do calendário, pois o bom da segunda-feira, do dia primeiro do mês e de cada ano novo é que nos dão a impressão de que a vida não continua, mas apenas recomeça... (Mario Quintana)

Sempre é tempo de recomeçar

Não se acomode na vida. Em qualquer situação podemos abrir novas portas, conhecer novos lugares, novas pessoas, ter outros sonhos.

Renovar o nosso compromisso com a vida e assim, renascer para a vida e alcançar a felicidade.

Não importa quem te feriu, o importante é que você ficou.
Não interessa o que te faltou, tudo pode ser conquistado.
Não se ligue em quem te traiu, você foi fiel.
Não se lamente por quem se foi, cada um tem seu tempo.
Não reclame da dor, ela é a conselheira que nos chama de volta ao caminho.

Não se espante com as pessoas, cada um carrega dentro de si, dores e marcas que alteram o seu comportamento, ora estamos felizes e transbordamos de alegria e paz, ora estamos melancólicos e só queremos ficar sozinhos...

Novas oportunidades de recomeços

O mundo está cheio de novas oportunidades, basta olhar para a terra depois da chuva. Veja quantas plantinhas estão surgindo, como o verde se espalha mais bonito e forte depois da tempestade.

As portas se abrem para os que não têm medo de enfrentar as adversidades da vida, para os que caíram, mas se levantam com o brilho de vitória nos olhos.

Todo o caminho tem duas mãos, uma que seguimos ainda com passos inseguros, com medo, porque não sabemos ainda o que vamos encontrar lá na frente, na volta, mesmo derrotados, já sabemos o que tem no caminho, e quando um dia, resolvemos enfrentar os nossos medos e fazer essa viagem novamente, somos mais fortes, nossos passos são mais firmes, já sabemos onde e como chegar ao destino, o destino é a vitória, o seu destino é ser feliz, eu creio nisso, e você?

Você está pronto para recomeçar? 

O caminho está a tua espera, pé na estrada, coloque um sonho na alma, fé no coração e esperança na mochila, a vida se enche de novidades para os que se aventuram na viagem que conduz a verdadeira liberdade. (Autor desconhecido)

Observe a natureza. Tudo nela é recomeço. No lugar da poda surgem os brotos novos. Com a água, a planta viceja novamente (renasce).

Nada para. A própria terra se veste diferentemente todas as manhãs.
Isso acontece também conosco. A ferida cicatriza. As dores desaparecem. A doença é vencida pela saúde. A calma vem após o nervosismo. O descanso restitui as forças.

Não se acomode, recomece e se for preciso, faça tudo novamente, assim é a vida.

Abraços e muita paz!

7/31/2015

Maturidade é caminhar em paz com a vida. Consegue perceber que maior parte da tua felicidade é construída por você mesmo.


Maturidade não é envelhecer, é adquirir conhecimento, é caminhar em paz com a vida. Amadurecer é crescer com as experiências da vida, é saber que a vida não espera por ninguém e que devemos usar o tempo como nosso aliado neste crescimento.

Maturidade é compreender que no caminho da vida sempre será preciso fazer escolhas e ser livre para realizá-las conscientemente.

Amadurecer é entender que as dúvidas sempre existirão, mas mesmo assim conseguir viver em paz e harmonia com o tempo e consigo mesmo. Enfim, amadurecer é enfrentar os desafios da vida de forma consciente e natural.

"Na vida em que vivemos aprendemos com os erros amadurecemos com o tempo e nos tornamos sábios a cada experiência que nos permite adquirir conhecimento.

Maturidade é enfrentar os desafios da vida

Um dia você amadurece, e consegue perceber que o amor é algo que se encontra muito além de um belo sorriso...

Consegue perceber que maior parte da tua felicidade é construída por você mesmo. E consegue perceber que as pessoas mais valiosas em sua vida são justamente aquelas que sempre estiveram ao teu lado.

E não é que o tempo seja mestre em nos ensinar o óbvio. Nós é que demoramos demais para o óbvio aprendermos! (Augusto Branco)


Sensação de maturidade

A gente não sabe ao certo quando a maturidade chega nem como ela se instala, talvez porque seja de forma lenta e quase imperceptível, mas de repente a gente se dá conta da prazerosa sensação da maturidade.

A pessoa madura sente-se mais livre para expressar pensamentos e sentimentos, dizer a sua verdade calma e mansamente. Muitas vezes opta por não dizer nada, ainda que esperem que ela diga, e isto não lhe causa nenhuma culpa ou constrangimento.

A pessoa madura sente-se contente consigo mesma, valoriza o longo trajeto já percorrido e verifica que tanto as vitórias quanto as derrotas foram necessárias para o seu crescimento e plenitude.

Não se desespera quando a vida parece dar uma longa pausa e aguarda com serenidade e otimismo as novas circunstâncias ainda não configuradas no cenário de sua existência.

A pessoa madura decididamente não faz tipo e se liberta de vez da ideia: mas o que vão pensar de mim? Aprende a distinguir valores essenciais dos valores supérfluos e descartáveis. Sabe que esta passagem pela terra é rápida demais para ser desperdiçada com mazelas.

Amadurecer é encontrar equilíbrio

Os sonhos, projetos e ideais de uma pessoa madura são quase sempre exequíveis. Contenta-se com o que tem, ajusta-se dentro do próprio orçamento, não gasta mais do que ganha e faz algumas renúncias (de forma serena) em prol de seu núcleo familiar ou de alguma causa que resulte no bem comum.

A pessoa madura se despoja dos melindres, se despe dos preconceitos, deixa de ser reativa para ser pró-ativa. Aprende a gostar da própria companhia, torna-se a melhor amiga de si mesma dando ao próprio “eu” os contornos do equilíbrio.

Conhece seus pontos fortes e fracos, sabe que não tem todas as respostas nem é dona da verdade, mas mantém um código secreto de verdades e valores próprios que lhe permitem nortear-se, de forma positiva, pelas diversas circunstâncias da vida.

A pessoa madura não aparenta ser. Ela é! Ela é alguém que fez um "clean-up", passou o "desfragmentador" no seu "disco rígido" e deu "del" em centenas de arquivos inúteis que atravancavam e emperravam o livre fluxo da própria existência. Ela é alguém que está em paz consigo mesma. 

Amadurecer talvez seja descobrir que sofrer algumas perdas é inevitável, mas que não precisamos nos agarrar à dor para justificar nossa existência.

Abraços e muita paz!