7/24/2015

"AÇAILÂNDIA" corrupção é a parte podre da boa maçã

Um texto que reflete a atual situação que vive hoje o municipio de Açailândia.

AÇAILÂNDIA - corrupção é a parte podre da boa maçã, é a maça podre do cesto. Ser corrupto é tornar-se podre na honestidade e podre no poder que lhe é confiado. É abdicar da vida honesta em benefício próprio ou vantagem própria. A corrupção social ou estatal é caracterizada pela incapacidade moral dos cidadãos.

Diz o velho ditado que a ocasião faz o ladrão, esta expressão é típica para testar a honestidade dos seres humanos que se aproveitam da situação para levar certa vantagem. É quando uma pessoa se aproveita da situação confiável a ela e se apoderar de algo que não lhe pertence.

A corrupção também é o ato ou efeito de se corromper, oferecer algo para obter vantagem em negociata onde se favorece uma pessoa e se prejudica outra.

Corrupção é tirar vantagem em um "projeto de poder" atribuído geralmente a um Partido Político que visa a dominar e perpetuar-se no Poder. "Corrupção" vem do latim corruptus, que significa no verdadeiro vernáculo "quebrar e manter o quebrado em pedaços (através da calúnia)".

O verbo "corromper" (do latim e grego) significa "tornar-se podre na calúnia e manter o podre ou caluniado no poder do corrupto e corruptor".

Segundo Calil Simão, é pressuposto necessário para a instalação da corrupção a ausência de interesse ou compromisso com o bem comum: A corrupção social ou estatal é caracterizada pela incapacidade moral dos cidadãos de assumir compromissos voltados ao bem comum. Vale dizer, os cidadãos mostram-se incapazes de fazer coisas que não lhes tragam uma gratificação pessoal.

É também, o ato de se corromper, ou seja, obter vantagem indevida, seja por ação ou omissão, observando-se a satisfação de benefício próprio, a despeito do bem comum.

Ao contrário do saber popular, a corrupção não é só política, e nem sempre envolve dinheiro. Existem três formas de se corromper: pelo abuso, pela omissão ou pelo desvio.



0 comentários:

Postar um comentário