12/19/2012

Defunta mexe os olhos e as mãos e família adia enterro




 














Um velório que acontecia na tarde da última segunda-feira (17/12/2012), na Rua Genis Celeste, no bairro Planalto Ininga, zona leste de Teresina, foi suspenso porque a defunta Mariana Silva Mendes, 18 anos, teria mexido com os olhos e apertado uma das mãos.

Imediatamente a mãe dela, Rita Rodrigues, cancelou o sepultamento que estava marcado para o final da tarde e chamou uma equipe do Samu. Os médicos voltaram a diagnosticar que a moça estava morta, mas não convenceram os familiares, nem os amigos que estavam presentes no velório.

Mariana Silva teria morrido devido a desnutrição e depressão. Ela estava sendo acompanhada por psicológos do Centro de Atenção Psicossocial, da Prefeitura Municipal de Teresina.

No velório, ninguém acreditava que Mariana estava morta. ‘Ela está quente, o coração parece estar batendo. Botei um algodão na boca dela e ela parece ter engolido o líquido que deveria estar saíndo da boca’, disse Creuza Lopes de Ribeiro, presidente da Associação de Moradores do Planalto Ininga.

A dúvida da família, fez com que o corpo fosse levado novamete ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde voltaram a confirmar a morte de Mariana. Mesmo assim, a família decidiu adiar a data do sepultamento. ‘Só vamos sepulta-lá, quando tivermos certeza que ela morreu mesmo’, finaliza a mãe Rita.

Ai5 Piauí/Chamada Geral.com