6/13/2014

"ESCÂNDALO" Câmara de Vereadores de Açailândia está sendo investigada pelo o dasaparecimento de 100 mil reais dinheiro que seria para pagamento da Imprensa local


Pres. Lenilda e seu marido Irmão Carlos
Açailândia - Eu já tinha falado aqui nesse blog em posts anteriores, que o ex vereador  Irmão Carlos, faria tudo pra levar administração da esposa pro buraco com as sua "PATAQUADAS". Recebi uma informação bombástica dando conta de  que a comissão prossessante da Câmara, teve acesso a parte de uma documentação que comprova que o presidente de fato Irmão Carlos, estaria sendo suspeito no envolvimento no  de  mais de 100 mil reais, dinheiro que segundo a denuncia, seria para pagamento de pessoas da imprensa local. O caso foi descoberto porque a comissão que também investiga a presidente da casa, teve que apelar para o tribunal de contas do estado, uma vez que a presidente  faz questão de esconder os gasto da Câmara aos vereadores, ou seja, ela não tá nem ai para os colegas vereadores.

 A comissão constatou através de documentos, que de maio a outubro do ano passado, foram gastos mais 180 mil reais, dinheiro que segundo está sendo apurado seria para pagamentos de emissoras, blogueiros e jornais da cidade. Só que a empresa que comandava o dinheiro,  fazia realmente esses  repasses mais desconhece esses valor. De acordo com o que diz a representante da empresa,   na verdade só  foi gasto nesses meses aproximadamente 80 mil reais, valor esse  que pode comprovar  através de notas fiscais.  O fato é que agora a própria empresa que prestou esse serviço no ano passado,  deve esclarecer  através de sua defesa como a presidência da casa, fez para tentar justificar  que gastou mais  100 mil reais, uma vez  que as notas só podem comprovar 80 mil.

Nesse caso, se realmente a representante da empresa provar que  durante esse período só foi gastos 80 mil, com Midiã, ao mesmo tempo ela deve fazer uma denuncia na própria promotoria para investigar essa diferença de 100 mil que pode ter ido pro bolso de alguém ligado a presidência da casa.