4/05/2014

"FAZENDO JUSTIÇA" MARCADO PARA SEMANA QUE VEM O JULGAMENTO DE INDENIZAÇÕES DAS VÍTIMAS DE ACIDENTE ATUMOBILÍSTICO EM 2005 QUE MATOU ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS AÇAILANDENSES.





Alguém se recorda de um trágico acidente automobilístico ocorrido em julho de 2005 na BR 010, entre as cidades de Açailândia e Imperatriz, que vitimou vários estudantes universitários de Açailândia, inclusive com vítimas fatais, na maioria da UEMA de Imperatriz? Esse acidente comoveu a população Açailandense já que as vítimas eram professores conhecidos na cidade, e muitos da rede pública, e agora depois de quase 09 anos finalmente os processos de indenizações tendo como requerentes as vítimas sobreviventes e parentes dos falecidos, serão julgados nos dias 08 e 09 de abril, com audiências marcadas pelo Juiz André Boges Pereira Santos, Titular da 2ª Vara de Açailândia.


LEMBRE-SE DO CASO.
conforme denuncia formulada pelo Ministério Público à Justiça, no dia 05 de julho de 2005, por volta das 13:15, o veículo VAN, Mercedes Benz Sprinte, 2312 D, Cor Branca, placa MVS 6973/TO, de propriedade do Sr. Manoel Alves Dias, que se deslocava no percurso Açailândia- Imperatriz, levando estudantes universitários que fretavam o automóvel, na maioria da UEMA, perdeu o controle batendo no meio fio da rodovia BR 010 nas imediações do trecho seco, capotando diversas vezes, deixando o veículo totalmente destruído e matando 05 passageiros, entre estes Iranilde da Conceição Sobral, Marcelo da Silva Lima,Crislaine Gonçalves de Moraes,Eliane Rosa E Elite Gomes, deixando ainda 05 feridos, são eles: Os estudantes, na ocasião, Francisco das Chagas da Silva França, Francisca Lopes da Silva, Claudiane Soares da Silva, Maria Suely Lima da Silva e Marcelo Baldini Nodari.
O motorista do veículo Cícero Alves de Sousa, foi acusado pelos sobreviventes por negligencia e imprudência, por estar conduzindo a Van em alta velocidade, acima de 120 km/h, e foi condenado em 1ª estância nos autos do processo nº 1523-55.2005.8.10.0022, distribuídos na 5ª Vara de Açailândia, à pena de 4 (quatro) anos e 6 (seis) meses de detenção e à suspensão da habilitação para dirigir veículo automotor pelo período da pena.
Não satisfeitos os milagrosos sobreviventes e familiares das vítimas fatais ajuizaram ação de indenização por danos morais e materiais contra o Sr. Manoel Alves Dias, conhecido como “Dodo”, por responsabilidade solidária como proprietário do veículo e consequentemente empregador do motorista Cicero Alves de Sousa. As audiências ocorrerão nos dias 08 e 09 de abril de 2014, no fórum da cidade de Açailândia.
Esperamos que a justiça seja feita e que as vítimas tenham seus danos morais e materiais compensados, e ainda que os familiares dos entes queridos perdidos nessa lamentável tragédia, obtenham enfim um desfecho consolador à altura do sofrimento que estão passando a quase 09 anos do acidente.




Iranilde da Conceiçao Sobral, que faleceu no acidente, estudante do Curso de Letras da UEMA. Era uma professora muito dedicada da rede pública e muito querida em Açailândia


4 comentários:

Postar um comentário