2/06/2014

Polícia controla tumulto em Pedrinhas em São Luis


Um princípio de tumulto foi registrado na manhã desta quinta-feira (6), nos presídios São Luís I e II, do Complexo Penitenciário de Pedrinhas

Um princípio de tumulto foi registrado na manhã desta quinta-feira (6), nos presídios São Luís I e II, do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. De acordo com as primeiras informações, a confusão teria sido iniciada, após as mulheres e mães dos detentos terem sido impedidas de entrar com comida nas unidades prisionais.

Como hoje é dia de visitas, as mulheres teriam chegado desde as primeiras horas desta quinta-feira. Entretanto, ao tentar entrar nas celas portando vasilhas com comida, foram impedidas pelos policiais que fazem a segurança e revista nos presídios.

Confusão na entrada dos presídios São Luís I e II, do Complexo Penitenciário de Pedrinhas

Os detentos teriam sido informados do impedimento e começaram a bater nas grades das celas, iniciando o tumulto. Homens do Batalhão de Choque, do Centro de Operações Especiais (COE) e da Força Nacional foram acionados e conseguiram conter o tumulto com bombas de efeitos moral. Durante a operação foram utilizados, ainda, quatro viaturas da Força Nacional e um ônibus.

No entanto, ao ver os policiais, os presos se exaltaram e chegaram a queimar colchonetes dentro das celas. A polícia revidou com bombas de efeito moral. Ao ouvir o barulho e a confusão no interior do presídio, as mulheres, começaram a protestar vaiando os policiais e jogar pedras. Elas derrubaram um dos portões de entrada do Complexo de Pedrinhas.

Agentes do COE controlam confusão nos presídios São Luís I e II

Outra Versão

O Diretor de Estabelecimentos Penais, Hamilton Louzeiro, informou a Rádio Mirante AM, que a confusão está controlada nos Presídios de Segurança Máxima São Luís I e II, do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Hamilton Luzeiros disse que o movimento teve início na tarde dessa quarta-feira (4), no Bloco B, do Presídio São Luís I. Vários celulares que estavam em poder dos detentos foram apreendidos durante revista. Revoltados, na manhã desta quinta-feira (5)), eles voltaram a protestar tocando fogo em colchões e quebrando as grades das celas. Homens da Polícia Militar e da Força Nacional foram acionados e conseguiram conter o tumulto.

Vistoria

Em nota, a Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária afirmou que não houve reféns, nem feridos. Alguns detentos tiveram ferimentos leves e foram atendidos no ambulatório do Complexo de Pedrinhas.

A PM realiza, nesse momento, vistoria nas duas unidades. De acordo com a polícia, o movimento é uma reação ao trabalho de revista diário e mais criterioso que está sendo realizado nos estabelecimentos penais de São Luís.
Ambulância atende detentos durante confusão nos presídios
Do Imirante

0 comentários:

Postar um comentário