7/20/2017

Prefeito Juscelino, contrata empresa milionária de transporte coletivo e pode decretar o fim do taxi lotação no municipio.

Imagem ilustrativa
Açailândia - Com a contratação de uma nova empresa de transporte coletivo que deve circular na cidade no inicio desse mês, tudo indica que pode se dar a Deus ao sistema de transporte que vem sendo usado há muito tempo na cidade, que é o táxi lotação. Com a chegada dessa empresa, que ainda não se sabe o nome, a prefeitura poderá há qualquer momento decretar  o fim do sistema táxi lotação.

De acordo com dados do sindicato do taxistas, são mais de duzentos táxis que circulam diariamente pelas as ruas, e quase todos trabalham com sistema de lotação. 

Nossa equipe de reportagem, conversou com um dos advogados da prefeitura, que disse: "Açailândia não suporta essa grande quantidade de táxis em circulação fazendo trabalho com lotação de passageiros,essa nova empresa de transporte coletivo contratada pela a prefeitura, é de grande porte, com ônibus novos, mordemos além de poder fazer o que os taxistas não fazem, que é carregar idosos e estudantes." 

A verdade é que, todos nós sabemos que a cidade não cabe uma empresa de transporte coletivo circulando junto com essa grande quantidade de  táxi trabalhando em sistema de lotação. 

Ainda segundo o advogado, está sendo feito um estudo por parte da prefeitura, e  uma nova medida será tomada e divulgada há qualquer momento em desfavor da classe dos taxistas. Trata-se da obrigatoriedade do uso do taxímetro, a medida prevê que, aqueles táxis que ficarem circulando serão obrigados aderirem a nova regra.

O que se sabe de fato, é que várias empresas já tentaram se instalar no município para explorar esse tipo de transporte, todas chegaram a mesma  conclusão, ficava inviável concorrer com essa quantidade de táxi, fazendo as mesma linhas. Na época, nossa produção chegou  a falar com alguns dos empresários donos de empresa de transporte, que pretendiam se instalar aqui, mas todos disseram que só teriam condições de colocar seus veículos para circularem se o prefeito retirasse os táxis.

Tudo leva a crê que casso essa empresa  entre logo em circulação,  podemos esperar que provavelmente um grande acordo deve ter sido fechado entre a prefeitura e essa empresa, decretando assim portanto, o fim do táxi lotação, afetando diretamente mais de duzentos pais de famílias que ficarão desempregados 


Com todas essas possíveis mudanças no transporte urbano da cidade, cabe fazer uma pergunta. "Será que o prefeito também vai determinar que essa empresa cobre no  preço da passagem, um valor igual  a taxa iluminação publica e  água do Saae, valores esses  considerados os mais altos do pais?".