3/15/2016

Os bastidores políticos de Açailândia em notas...

Troca-Troca

Começou nesta segunda feira (14) os primeiros movimentos políticos visando as Eleições 2016, em Açailândia. Na Câmara Municipal, o Vereador Carlinhos do Fórum deixou o Partido Republicano- PR, que tem como presidente Ivanise Mota, ligada politicamente a ex-prefeita Gleide Santos. Carlinhos do Fórum deve seguir com o ex-suplente de deputado estadual Sérgio Vieira, que segundo consta, é pré-candidato a prefeito com o suposto apoio dos partidos PRP, PEN, PTB.

Professor Pedro deixa a Câmara Municipal

O vereador Professor Pedro por sua vez, abriu mão de sua vaga dando espaço para o suplente Josivaldo Policarpo. O parlamentar confidenciou a amigos que estar com problemas cardíacos e que vai realizar exames e se necessário uma cirurgia. O Blog apurou que o edil só deve retornar ao cargo pouco antes da eleição. Não é descartada a hipótese, porém de que assuma algum cargo no executivo.

Jarlis Adelino deixa o PT

Outra mudança é que o vereador Jarlis Adelino deixa o Partido dos Trabalhadores - PT. O parlamentar deve seguir junto ao prefeito Juscelino Oliveira para reeleição. O PT por sua vez, já tem rumo definido e deve compor chapa majoritária ocupando a vaga de vice, para tanto já tem nome definido: o do advogado e militante Antonio Filho, com vasto histórico de defesa aos direitos humanos, tendo seus esforços de combate ao trabalho escravo reconhecidos pela presidente Dilma Rousseff. Por conhecer a posição de Jarlis Adelino, fontes afirmam que o diretório municipal do PT chegou a convida-lo a se desfiliar da sigla.

Os rumos do PMDB

Segundo pessoas ligadas a ex-prefeita Gleide Santos, com a cassação de seu mandato ela não tem quaisquer intenções de disputar as próximas eleições. Mesmo porque sua situação problemática com a Justiça a impediria de ser candidata devido ao enquadramento na "Lei da Ficha Limpa". O que ocorreu em 2012, não ocorreria novamente. Diante deste cenário, o PMDB se articula mesmo que fragilizado para as eleições 2016, em uma eventual chapa majoritária a ideia é que fossem lançado os nomes do ex-secretário de comunicação Wilton Lima e da ex-secretária de Assistência Social, Zetinha Sampaio, sendo esta a vice ou o contrario.    

Mas em outra linha de atuação, cogita-se nos bastidores políticos que o PMDB termine por seguir com o PSDB, que segundo confirmou o próprio vice-governador do Estado, Carlos Brandão, "tem o Ildemar em Açailândia". O ex-prefeito já não descarta para seus correligionários mais próximos que seja candidato, mesmo que diga não ter mais tal vaidade. 

A responsabilidade pela articulação da possível aliança ficou a cargo do articulador, ex-deputado estadual Hélio Soares, considerado exímio nas articulações politicas, foi nomeado articulador do prefeito de São Luis, Edivaldo Holanda Júnior. Quem também estaria fazendo parte das conversas é Aldemir Nunes, o Demir, homem de confiança da ex-prefeita Gleide Santos.

Não é de agora as relações do PMDB com o PSDB municipal, quando Gleide Santos enfrentou seu primeiro processo de cassação, ficou a cargo do então advogado de Ildemar Gonçalves, o saudoso Lula Almeida, defender a ex-gestora. Naquele momento ele conseguiu entre outras coisas paralisar os trabalhos da comissão processante, a época todos creditavam a "salvação" a Ildemar Gonçalves. E Gleide Santos que iniciou sua gestão tecendo criticas ao ex-gestor, se tornou flexível com o passar dos dias de mandato.

Os rumos de Benjamin Oliveira

Segundo lideranças ligadas ao médico e pré-candidato a prefeito consultadas pelo Blog, Benjamin Oliveira tem sido categórico quanto a sua candidatura, é candidato, e tem dito que o que ocorreu em 2012, quando retirou seu nome para apoiar Elson Santos, candidato de Ildemar Gonçalves, não irá se repetir. 

Mas aquela sua decisão o acompanha até hoje, é unanimidade no meio politico a afirmação de que se Ildemar for candidato, Benjamin não sai. E isto, evidentemente, custará a não realização do seu sonho para sempre, os próprios que o acompanham dizem: é agora, ou nunca. 

Talvez tamanha eloquência em ser candidato seja atribuída ao fato de que o médico conheça as articulações que estão em andamento PMDB/PSDB, onde se confirmada, não lhe sobraria a vaga de vice-prefeito, pois o nome a ser indicado possivelmente seria o de Zetinha Sampaio.

E assim se inicia as Eleições 2016: que comece o jogo.