12/23/2014

"AÇAILÂNDIA" população se organiza para mobilizar a cidade e chamar atenção das autoridades do estado sobre as atrocidades praticadas pela prefeita Gleide Santos



Açailândia - A o que parece o ano de 2015 já vai começar cheio de surpresas desagradáveis para administração municipal. Depois que a prefeita permitiu que a justiça interditasse o único matadouro publico municipal, deixando centenas de famílias e a população prejudicada tirando a  mão de obras dessas pessoas e sobretudo, provocando a falta de carne nos açougues da cidade. Em função disso, uma grande mobilização está sendo feita com várias manifestações por toda cidade,  para dar uma basta nessa situação que vive o nosso município. O povo que elegeu Gleide parece que agora resolveu colocar em prática aquela velha frase que se diz quando um governante não tem capacidade de gerir uma cidade. "O povo bota o povo tira". O  que não pode mais é deixar esse povo padecendo com cada ato desumano e de pura incompetência  essa administração catastrófica da prefeita Gleide Santos



Esse foi blogueiro chamado essa semana, por um grupo de pessoas que não posso declinar que são, para pedir dar apoio a uma grande mobilização que está sendo preparada no intuito de chamar atenção das autoridades do estado, brasil, e quem sabe até do mundo, para que todos fiquem sabendo dessa imoralidade que está sendo praticada contra o povo, pela atual gestora de uma das cidades mais importante do maranhão. Esse movimento que na sua grande maioria são de pessoas batalhadoras, pretende logo no inicio do ano parar a cidade com grandes manifestações pelas as ruas, e avenidas indo  desde da casa da prefeita, até o prédio da prefeitura municipal.

"Uma cidade tão importante como essa, não tem transporte coletivo, a saúde não funciona, ruas esburacadas, Isso sem falar que a  população vive humilhada por essa mulher que governa o município como se fosse a fazenda dela. Aqui nós não temos nada......hoje Açailândia vive com se fosse há 10 anos atrás, estamos regredindo disse morador revoltado".

Olha só que coincidência!, no momento em que esse blogueiro,  estava conversando com essas pessoas, recebi um telefonema de uma das enfermeira do hospital municipal me dizendo que  a partir de hoje dia 23, não haveria mais   anestesistas trabalhando do hospital, uma vez que o único que ainda estava prestando serviço estava somente cumprindo uma decisão da justiça. Me disse ainda que lá não tem nada,  desde da falta de equipamentos, até alimentação dos funcionários e pacientes. 











0 comentários:

Postar um comentário