3/22/2012

MULHER CASADA FRAUDA DOCUMENTO PARA ENTRAR EM PRESÍDIO E METER CHIFRE NO MARIDO COM UM BANDIDO

Segundo uma divulgação em uma rádio AM de São Luís-MA, um agente penitenciário da Central de Custódia de Presos de Justiça, localizada no Anil, conhecida como CCPJ do Anil, que teve o seu nome resguardado, informou que, no último domingo, a direção da casa penitenciária ficou ciente que uma mulher casada estava há mais de cinco meses tendo caso com um interno, conhecido como "Cabeludo", que responde por roubo a bancos.
O marido traído foi até a CCPJ e descobriu todo romance da esposa com o presidiário, mas mesmo assim, afirmou perante a todos, no local, que a amava e a chifreira ainda teria o seu perdão.
O funcionário da CCPJ não soube informar como a mulher conseguiu comprovar via documentação que possuía união matrimonial com Cabeludo, pois, a Lei determina que as visitas íntimas em um presídio se dão apenas para detentos casados ou então que possuam união estável há anos. A direção da casa está apurando os fatos.

0 comentários:

Postar um comentário